Blog

14 de Março de 2013

Facebook para educadores

Tradicionalmente, os educadores ajudam os jovens a se comportarem de modo apropriado frente os outros. Atualmente, porém, com a explosão das mídias sociais, eles podem tomar parte de um diálogo mais amplo com a juventude a respeito da cidadania digital e do comportamento online. Na condição de educador, você pode instruí-los quanto ao uso seguro, ético e responsável da Internet. Atualmente o Facebook cumpre um importante papel nas vidas de milhões de estudantes. E você pode se perguntar: “Isso é bom ou ruim para os educadores?”. Inúmeras matérias questionam o uso inadequado das tecnologias digitais, incluindo os sites de redes sociais. Compreensivelmente, as pessoas estão receosas com o modo que as mídias sociais estão afetando os seus estudantes, ou a maneira como as novas tecnologias estão transformando a sua sala de aula. E todos podem se perguntar se não haverá uma forma de canalizar o entusiasmo dos estudantes por sites como o Facebook para o cumprimento de metas educacionais. Logo, boas notícias surgem: o Facebook pode reforçar o ensino dentro da sala de aula e além dela. O modo como isso pode ser alcançado talvez não seja óbvio, e é por isso que criamos uma série que vai lhe mostrar as vantagens que essa mídia pode trazer. Nos posts da série “Facebook para Educadores”, vamos mostrar quatro maneiras de usar o Facebook com eficácia para o ensino e o aprendizado. Acreditamos que as informações nesta série podem ajudá-lo a transformar os desafios das mídias sociais em oportunidades capazes de beneficiar você e os seus estudantes. Introduzindo o assunto: A proliferação de tecnologias digitais, sociais e móveis acabou criando uma cultura em que os jovens participam mais na criação e compartilhamento de conteúdo, transformando profundamente a maneira como os estudantes se comunicam, interagem e aprendem. Em muitos casos, os estudantes passam tanto (ou mais) tempo em um ambiente de aprendizado informal – interagindo com colegas e recebendo feedback – do que com seus professores na sala de aula tradicional. Educadores em todo o mundo estão percebendo os benefícios positivos das redes sociais no aprendizado estudantil e estão trabalhando para encontrar formas de integrá-las em seu currículo obrigatório. Facebook na sala de aula Muitos educadores estão procurando maneiras de compreender melhor os estilos emergentes de aprendizado social de seus estudantes. Eles também têm se mostrado interessados em aprender a integrar o Facebook em seus planos de ensino para enriquecerem as experiências dos estudantes, aumentarem a relevância do conteúdo e encorajarem os estudantes a colaborarem efetivamente com seus colegas. O Facebook pode proporcionar aos estudantes a oportunidade de apresentarem suas ideias de um modo eficiente, de liderarem discussões online e de colaborarem entre si. Além disso, o Facebook pode ajudar você, na condição de educador, a tirar proveito dos estilos de aprendizado digital de seus estudantes. Também acreditamos que o Facebook pode ser uma ferramenta poderosa para ajudá-lo a se conectar com os seus colegas, a compartilhar conteúdo didático e a melhorar a comunicação entre professores, pais e estudantes. Obtenha os fatos: jovens, segurança & redes sociais Alguns educadores que desejam utilizar o Facebook e outros aspectos das mídias sociais enfrentam certa resistência por parte dos pais e dos administradores escolares. O receio é que os estudantes venham a encontrar conteúdo inapropriado e predadores sexuais online. Você pode ajudar colegas a tomarem boas decisões quanto ao acesso estudantil às redes sociais compartilhando pesquisas a respeito dos riscos envolvidos. O que sabemos é que raramente existe uma solução-padrão para todos os casos. Encorajar os pais e colegas a assumirem uma abordagem equilibrada e embasada em fatos com relação às mídias sociais dentro da sala de aula foi nosso primeiro passo. Nos próximos posts da série “Facebook para educadores”, vamos apresentar as quatro maneiras para serem aplicadas pelos educadores!