Fórum de Lideranças chega a quarta edição em agosto

Um encontro para falar sobre educação e as tendências do setor. O Fórum de Lideranças – Desafios da Educação chega a sua quarta edição no dia 12 de agosto, em São Paulo. Com o tema “Dinâmicas de aprendizagem – As lições que vêm do aluno”, o evento deve reunir líderes e gestores de instituições de ensino superior para debater o ensino centrado no aluno. Entre os palestrantes a serem confirmados, Matt Small, Vice-Presidente de Negócios Internacional da Blackboard e responsável pelo crescimento global da empresa fora dos Estados Unidos e do Canadá. Matt é um dos maiores especialistas do mundo em tecnologia para a educação e liderou importantes decisões estratégicas, como os processos de fusões e aquisições da Blackboard com cerca de 20 empresas. Josiane Tonelotto, Pró-Reitora Acadêmica da Universidade Anhembi Morumbi, é docente no Programa de Mestrado em Hospitalidade na instituição. Tem experiência na área de pesquisa em Psicologia Cognitiva e atua nos temas: atenção, avaliação, desempenho escolar, avaliação psicológica e avaliação neuropsicológica. Peter Dourmashkin, professor Sênior do Departamento de Física e Diretor Associado do Grupo de Estudo Experimental, ambos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Está ativamente envolvido na educação acadêmica de graduação no MIT desde 1984 e já desenvolveu cursos experimentais ao lado do professor John King, também do MIT. Rui Fava, Vice-Presidente Acadêmico da Kroton Educacional e Reitor da Universidade de Cuiabá. É formado em Administração de Empresas, Ciências Contábeis e Economia, além de já ter publicado os livros “O Estrategista”, “Educação 3.0” e “PDCA da Educação 3.0”. Já confirmada com a palestra “As TICs na melhora da qualidade educativa na América Latina”, Ana Elena Schalk foi consultora de projetos da UNESCO e da Organização de Estados Iberoamericanos para a Educação, a Ciência e a Cultural. É Doutora em Comunicação pela Universidade de Sevilla e possui pesquisas e publicações sobre a integração das tecnologias nas instituições de ensino e os processos de ensino e aprendizagem. Gustavo Hoffmann, Pró-reitor Acadêmico da UNIPAC e Diretor Acadêmico e de EAD do grupo Singular Educacional, será o mediador do debate. Além do conteúdo inspirador, com cases palestras e iniciativas para reimaginar a educação, o encontro proporciona um networking qualificado, com troca de experiências com os líderes das principais instituições de ensino. A quarta edição do Fórum de Lideranças – Desafios da Educação tem início às 8h no dia 12 de agosto na Rua Casa do Ator, 275 – Vila Olímpia, São Paulo.

Fórum de Lideranças chega a quarta edição em agosto

Um encontro para falar sobre educação e as tendências do setor. O Fórum de Lideranças – Desafios da Educação chega a sua quarta edição no dia 12 de agosto, em São Paulo. Com o tema “Dinâmicas de aprendizagem – As lições que vêm do aluno”, o evento deve reunir líderes e gestores de instituições de ensino superior para debater o ensino centrado no aluno. Entre os palestrantes a serem confirmados, Matt Small, Vice-Presidente de Negócios Internacional da Blackboard e responsável pelo crescimento global da empresa fora dos Estados Unidos e do Canadá. Matt é um dos maiores especialistas do mundo em tecnologia para a educação e liderou importantes decisões estratégicas, como os processos de fusões e aquisições da Blackboard com cerca de 20 empresas. Josiane Tonelotto, Pró-Reitora Acadêmica da Universidade Anhembi Morumbi, é docente no Programa de Mestrado em Hospitalidade na instituição. Tem experiência na área de pesquisa em Psicologia Cognitiva e atua nos temas: atenção, avaliação, desempenho escolar, avaliação psicológica e avaliação neuropsicológica. Peter Dourmashkin, professor Sênior do Departamento de Física e Diretor Associado do Grupo de Estudo Experimental, ambos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Está ativamente envolvido na educação acadêmica de graduação no MIT desde 1984 e já desenvolveu cursos experimentais ao lado do professor John King, também do MIT. Rui Fava, Vice-Presidente Acadêmico da Kroton Educacional e Reitor da Universidade de Cuiabá. É formado em Administração de Empresas, Ciências Contábeis e Economia, além de já ter publicado os livros “O Estrategista”, “Educação 3.0” e “PDCA da Educação 3.0”. Já confirmada com a palestra “As TICs na melhora da qualidade educativa na América Latina”, Ana Elena Schalk foi consultora de projetos da UNESCO e da Organização de Estados Iberoamericanos para a Educação, a Ciência e a Cultural. É Doutora em Comunicação pela Universidade de Sevilla e possui pesquisas e publicações sobre a integração das tecnologias nas instituições de ensino e os processos de ensino e aprendizagem. Gustavo Hoffmann, Pró-reitor Acadêmico da UNIPAC e Diretor Acadêmico e de EAD do grupo Singular Educacional, será o mediador do debate. Além do conteúdo inspirador, com cases palestras e iniciativas para reimaginar a educação, o encontro proporciona um networking qualificado, com troca de experiências com os líderes das principais instituições de ensino. A quarta edição do Fórum de Lideranças – Desafios da Educação tem início às 8h no dia 12 de agosto na Rua Casa do Ator, 275 – Vila Olímpia, São Paulo.

10 de julho de 2015

Palestras do Fórum de Lideranças falaram sobre os desafios dos professores, tecnologia e o papel do aluno na aprendizagem

Líderes e gestores de instituições de ensino se reuniram nesta quinta-feira (8), em Curitiba, para debater a educação no Fórum de Lideranças, evento realizado na Universidade Positivo. Ryon Braga, presidente da UniAmérica, apresentou uma das palestras mais esperadas pelo público: “O estudante como protagonista da aprendizagem: o caso da Faculdade UniAmérica”. Braga afirmou que recebeu muitos pedidos de demissão por parte dos professores que não aceitavam que o modelo de ensino que conheciam ia mudar: – O professor não vai mais ser o sábio no palco, mas sim um orientador, uma pessoa que vai levar o conhecimento para o aluno. As pessoas estão insatisfeitas com o que está aí e os jovens estão criando formas mais atraentes e entusiasmantes de aprender. Nós ainda vivemos a cultura do sábio no palco. E um grande desafio é fazer o professor deixar essa cultura de lado. A hegemonia da aula expositiva tem que ser eliminada. Ryon citou vários exemplos que já estão sendo testados na UniAmerica e um fato que chamou a atenção de todos é que dentro do novo modelo, hoje grande parte dos alunos chega na Universidade em torno de 1 hora antes para aproveitar os recursos disponíveis para estudar. Ryon também apresentou a todos diversas imagens das salas de aulas que já utilizam o conceito de sala de aula invertida na universidade.  Vice-Presidente Acadêmico da Kroton Educacional e Reitor da Universidade de Cuiabá, Rui Fava destacou: – Minha preocupação é que a educação faça uma reengenharia onde queira trabalhar só com processos e deixe as pessoas, que são as mais importantes, de lado. A reengenharia faz essa invenção e muitas empresas quase faliram porque perderam suas cabeças pensantes. E completou: – O professor tem um papel importante e deve ensinar e usar as ferramentas. Nosso desafio é fazer com que o nosso aluno aprenda a pensar, algo que não era feito antes. Mas não adianta só pensar, ele precisa ter percepção e agir. Matt Small, da Blackboard, apresentou a palestra “O foco no novo aluno” e falou sobre a tecnologia no ensino: – As instituições devem focar na tecnologia, mas não sozinha, usando velhos métodos. É preciso olhar para as tendências e desafios e decidir como usar a tecnologia. Para Pavlos Dias, Gerente da Blackboard no Brasil, a tecnologia trouxe a possibilidade de “educação 24 horas por dia”: – Quando a internet e a mobilidade surgiram, o profissional parou de trabalhar somente as 8 horas em que estava na empresa. Como o celular passou a ser uma extensão do corpo, o trabalho passou a ser 24 horas. O aluno também pode aprender nas 24 horas do dia. Pavlos ainda citou as tendências em educação com base no manifesto Educação 2020, da Blackboard: * O ensino centrado no aluno; * Análise de dados para tomada de decisões pelas instituições; * Ampla disponibilidade de conteúdo, 24 horas por dia vindo de diversos canais; E destacou: – O aluno vai aprender a aprender, vai pensar mais no que está aprendendo e criar soluções e projetos. Fotos: Daniel Derevecki

13 de Abril de 2015

Fórum de Lideranças debateu a educação em evento nesta quarta-feira

O Fórum de Lideranças reuniu líderes e gestores de diversas instituições de ensino para debater o futuro da educação em evento nesta quarta-feira (8), em Curitiba. Na programação, palestras e apresentação de cases destacaram a importância da mudança dos modelos de educação e da integração da tecnologia na nova sala de aula. Todos os palestrantes destacaram que o maior desafio é fazer essa mudança de cultura e metodologia junto ao corpo acadêmico. É importante que ocorra uma mudança cultural para que os docentes saiam do modelo expositivo tradicional de sala de aula e se adaptema esse novo modelo de sala de aula invertida, em que o aluno passa a ter um outro papel, passa a ser o centro de tudo. Além disso, todos os palestrantes reiteraram que as instituições têm investido em treinamento para os professores e que já ocorre uma mudança de postura – tanto dos docentes como dos alunos. Gustavo Hoffmann, da Unipac, apresentou a palestra “A nova sala de aula” e destacou que metodologia tem a ver com ensino: – Se existem formas mais eficientes de ensino, por que não usar? Dois motivos: ignorância e resistência a mudança. Talvez a melhor forma de convencer o professor seja apresentar a metodologia antes de colocar qualquer imposição. Hoffmann também apresentou o que chamou de desafios do ensino superior brasileiro: – Qualificação do corpo docente. Os professores não foram preparados para essa realidade e muitos não querem mudar esse modelo ao qual já estão acostumados. – Tecnologia. Você tem que ter um sistema eficiente, que permita também algo fundamental: a comunicação em tempo real entre professores e alunos. – Conteúdo de qualidade. – Iniciativa por parte dos líderes da Instituições de Ensino, que ainda hoje não sabem exatamente como inovar e têm medo de errar.

Cosme Massi, da Hoper, também destacou que o ser humano é uma máquina de aprender e enfatizou: – O problema não é aprender, mas sim a taxa de aprendizagem. Saber como melhorar essa taxa é o desafio das novas metodologias. É preciso fazer com que sejamos mais eficientes e eficazes. O desafio é convencer e motivar o professor para ele perceber que vale a pena sair do tradicional e inovar. Fotos: Daniel Derevecki

9 de Abril de 2015

Fórum de Lideranças acontece dia 8, em Curitiba

Com o tema “O aluno como agente ativo do processo de aprendizagem”, a terceira edição do Fórum de Lideranças: Desafios da Educação reunirá líderes e gestores de instituições de ensino superior em Curitiba. Com palestras ministradas por especialistas, o evento, que será realizado no dia 8, tem como objetivo promover a discussão de práticas e a troca de experiências entre líderes e gestores de instituições de ensino superior, para promover uma educação cada vez mais centrada no estudante e contribuir para a melhoria da qualidade no ensino superior brasileiro. Carlos Longo, professor titular e pró-reitor acadêmico da Universidade Positivo, Gustavo Hoffmann, pró-reitor acadêmico da UNIPAC e Ryon Braga, da UniAmérica, uma universidade filantrópica de Foz do Iguaçu serão os palestrantes do encontro que tem iniciativa da Blackboard, juntamente com o Grupo A Educação, em parceria com a Hoper Educação e com a Universidade Positivo. Matthew Small, presidente de negócios internacionais da Blackboard ministrará a palestra “Transformando o ensino com Inovação”. Segundo ele, “é preciso aliar diferentes visões e opiniões para que os responsáveis pela promoção da educação no Brasil vejam como o ensino tem mudado e saiam dos debates munidos de informação e inspiração para projetar técnicas de ensino inovadoras”. Serviço: Fórum de Lideranças – Desafios da Educação Local: Universidade Positivo, Bloco Azul Endereço: Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, Campo Comprido, Curitiba (PR). Horário: 8h às 17h Inscrições: gratuitas, pelo site – http://www.desafiosdaeducacao.com.br/forum-de-liderancas/

1 de Abril de 2015

Os 3 motivos para não perder o Fórum de Lideranças – Desafios da Educação

Líderes e gestores de todo o país devem se reunir em Curitiba para participar do Fórum de Lideranças: Desafios da Educação. O evento, que tem como objetivo debater as perspectivas do ensino sempre exaltando o aprendizado centrado no aluno, apresentará palestras e cases de sucesso para debater o ensino. O Fórum de Lideranças: Desafios da Educação é uma iniciativa da Blackboard Brasil e do Grupo A Educação que reúne líderes e gestores para debater as perspectivas do ensino em que o aluno é um agente ativo no processo de aprendizagem. O evento ocorre dia 8 de abril na Universidade Positivo, em Curitiba. Um dos pontos mais valorizados do encontro é o networking qualificado: líderes das principais instituições do país estarão presentes, o que resultará em uma troca de experiências inspirador. Além disso, as redes de contato que se formam após o encontro resultam em parcerias de sucesso, favorecendo a avaliação de suas práticas e buscando inovações.

Com conteúdo pensado para apresentar novas possibilidades e ferramentas de ensino, o fórum trará nomes de peso para debater a nova realidade da educação. Gustavo Hoffmann, pró-reitor acadêmico da UNIPAC e diretor acadêmico e de EAD do grupo Singular Educacional; Carlos Longo, professor e pró-reitor Acadêmico da Universidade Positivo; Carlos Pegurier, VP de Negócios e Inovação da Kroton Educacional e Matthew Small, vice-presidente Sênior e Diretor Administrativo da divisão internacional da Blackboard são alguns dos nomes já confirmados para compartilharem suas experiências durante o fórum.

26 de Março de 2015

Fórum de Lideranças: Desafios da Educação – Evento tem inscrições abertas

Já estão abertas as inscrições para a nova edição do Fórum de Lideranças: Desafios da Educação. Em 2015, o primeiro projeto acontece dia 8 de abril, na Universidade Positivo, em Curitiba. O evento  é uma iniciativa da Blackboard Brasil e do Grupo A Educação e vai reunir líderes e gestores de Instituições de Ensino, para debater as perspectivas de um ensino diferenciado que envolve o aluno como agente ativo no processo de aprendizagem.  O Fórum de Lideranças contará com palestras ministradas por grandes nomes da educação, ente eles: Gustavo Hoffmann – pró-reitor acadêmico da UNIPAC e diretor acadêmico e de EAD do grupo Singular Educacional, onde lidera o projeto de inovação acadêmica e a implantação das metodologias ativas de aprendizagem e o professor Carlos Longo – Engenheiro civil, MBA com PhD em gestão com ênfase na qualidade em serviços pela Newcastle University – Inglaterra. É também professor titular e Pró-Reitor Acadêmico da Universidade Positivo, onde desenvolve e supervisiona a implementação das políticas e estratégias acadêmicas e as aplicações de Tecnologias de Informação e Comunicação na graduação e pós-graduação nas modalidades presencial e à distância. Nos próximos dias, a participação de novos palestrantes será divulgada. Fique atento! Promovido em parceria com a Universidade Positivo e a Hoper Educação, o Fórum é uma oportunidade para juntos discutirmos práticas, compartilharmos ideias e somarmos experiências a fim de promover um ensino cada vez mais inovador e centrado no aluno. Desafios da Educação 8 de abril Bloco Azul da Universidade Positivo – Curitiba Inscrições: Clique aqui! *gratuitas e com vagas limitadas

 

13 de Março de 2015

Está chegando o Fórum de Lideranças: Desafios da Educação

Já estão abertas as inscrições para o Fórum de Lideranças: Desafios da Educação, evento promovido pela Blackboard Brasil e Grupo A Educação, dentro da iniciativa Desafios da Educação. No evento, líderes da área de Educação do Brasil e do mundo irão compartilhar suas experiências e expor suas visões sobre como o uso de novas tecnologias está revolucionando a forma de ensinar e aprender no Brasil e no mundo. O Fórum de Lideranças contará com palestras ministradas por grandes nomes da Educação, entre eles: • Ryon Braga Diretor-Presidente da Uniamérica, sócio da Anima Educação SA e presidente do Conselho de Administração da Hoper Educação, do Instituto Hoper e do Instituto Anima. Palestra: Experiências de Aprendizagem: o caso da Uniamérica • Dale Stephens Fundador do movimento social Uncollege e autor do livro “Hacking Your  Education” Palestra: Hackeando Sua Educação: Por que a Geração Y frequenta a faculdade e a Geração Z pode vir a não frequentar • Carolina da Costa Diretora Acadêmica de Graduação do Insper, Ph.D em Educação (ênfase em Cognição) pela Rutgers, The State University of New Jersey, bacharel e mestre em Administração de Empresas Palestra: Novas Tecnologias Pedagógicas: oportunidades para modelos de ensino mais eficazes • Dr. Shay David Educador e Empreendedor, cofundador da Kaltura e membro fundador da Open Video Alliance Palestra:  Redefinindo a Experiência de Educação com Vídeo • José Francisco Vinci de Moraes  (Professor Chico) Atua na ESPM como Coordenador do Núcleo de Tecnologias Mistas de Aprendizado e Professor de Economia nos cursos de graduação e pós-graduação Workshop: Uso de mobile no ensino presencial: testes, pesquisas e conteúdos • Ruy Guérios Mantenedor do Colégio e Faculdade Eniac, Presidente do Grupo Eniac e Diretor da ANET (Associação Nacional de Educação Tecnológica) Workshop: Inovação em Aprendizagem e Gestão Educacional de IES Juntamente com outros líderes, eles estarão empenhados em debater como a Educação online e híbrida pode ajudar na construção de um ensino efetivo e inovador,  cada vez mais centrado no aluno. O Fórum de Lideranças: Desafios da Educação acontece no auditório da Insper, em São Paulo, no dia 6 de agosto, e as inscrições são gratuitas e limitadas. Para saber mais sobre a iniciativa Desafios da Educação acesse o site clicando aqui.

9 de julho de 2014

Primeira edição do Encontro de Lideranças: Desafios da Educação acontece esta semana

Encontro-de-lideranças-blackboard Na próxima quarta-feira, dia 19, acontece em Brasília o Encontro de Lideranças: Desafios da Educação, promovido pela Blackboard Brasil, pelo Grupo A e pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos No evento, líderes da área de Educação do Brasil e da América Latina irão compartilhar suas experiências e expor suas visões sobre como o uso de novas tecnologias está revolucionando a forma de ensinar e aprender no Brasil e no mundo. O encontro irá contar com palestras ministradas por grandes nomes da educação na América Latina, como Aman Zuluaga, consultor em tecnologia educacional e ex-Diretor de Inovação do Serviço Nacional de Aprendizagem da Colômbia (SENA). ; Ryon Braga, diretor-presidente da UniAmérica, sócio da Anima Educação SA, do Instituto Hoper e do Instituto Anima; e Dr. Francisco Villa Ulhôa Botelho, Superintendente Geral de Educação a Distância do Centro Universitário IESB. No final da manhã, Pavlos Dias, gerente nacional de operações da Blackboard, irá mediar um painel de debates entre o público e os palestrantes. O Encontro de Lideranças: Desafios da Educação faz parte da iniciativa Desafios da Educação, que organiza eventos itinerantes sobre tendências em ensino e tecnologia. Para saber mais sobre o evento e a iniciativa, acesse o site do Encontro de Lideranças.

18 de Março de 2014

Confira o que foi discutido no Fórum Desafios da Educação

Como engajar o aluno multimídia em sala de aula? Como tornar o ensino divertido? Quais são as tendências para o futuro da educação? Estas e outras questões foram discutidas no Fórum Desafios da Educação, que aconteceu semana passada em São Paulo. Mais de 200 líderes, gestores e professores encontraram-se na Universidade Anhembi Morumbi para compartilhar suas ideias sobre o futuro do ensino, suas experiências dentro e fora da sala de aula e muita inspiração. Confira uma breve recapitulação feita pelo Blog Desafios da Educação sobre tudo o que foi discutido no evento: Como construir uma nova educação? Felipe Anghinoni, um dos fundadores da escola de atividades criativas Perestroika, abriu o Fórum discutindo as vertentes fundamentais da educação do futuro: 1. Tecnologianotebookstabletssmartphones. Aplicativos, games, aulas online. Você consegue imaginar uma sala de aula sem o uso de tecnologia, hoje? Além dos dispositivos, Felipe argumentou que a nova educação irá contar também com a ajuda de análises de desempenho dos alunos para customizar suas rotas de aprendizagem. 2. Descentralização: estudantes ensinando outros estudantes. Professores aprendendo com alunos. A escola do futuro não é mais só de um para muitos, mas também funciona em uma estrutura de rede, com diferentes pontos de contato. 3. Personalização: nem todo mundo aprende da mesma forma. Alguns são mais visuais, outros preferem anotar. Em breve, a educação será cada vez mais customizada para atender as necessidades de cada aluno. 4. Experiência: as aulas puramente expositivas já não são mais suficientes para a Geração Y – os jovens querem ser conquistados também pela emoção. Aqui, vale a máxima de Confúcio: Diga-me e esquecerei. Ensina-me e aprenderei. Envolva-me e entenderei. 5. Narrativa: ensinar por meio de histórias, o chamado storytelling, é uma forma eficiente de instigar alunos totalmente conectados ao mundo visual. 6. Gameficação: assim como as histórias, os games, com os seus badges, suas fases, seufeedback constante, conseguem divertir e ensinar ao mesmo tempo.

Felipe acredita que não há um modelo único para o sucesso do ensino do futuro.

7. Desescolarização: reaprender a aprender. Essa é a ideia da desescolarização, movimento que defende que a escola e a universidade não são os únicos locais para adquirir conhecimento. 8. Da escola para a vida: como ser um bom amigo? Como lidar com os seus filhos? De que forma as mulheres podem se empoderar? Felipe Anghinoni acredita que a escola do futuro precisará tratar também de temas corriqueiros da vida. Aprender errando: o uso de games no ensino Segundo palestrante do dia, João Mattar, professor da Universidade Anhembi Morumbi, compartilhou com os participantes do Fórum um pouco do seu vasto conhecimento sobre a utilização de games em sala de aula. Para o pesquisador, os jogos são uma estratégia eficiente de ensino porque, além de envolver os alunos, também ajudam a desmistificar os erros.

“Ninguém joga games com medo de errar. Errando a gente aprende.”

No modelo tradicional de ensino, o erro é punitivo. Com os games, o erro torna-se parte fundamental do processo de aprendizagem. Em uma apresentação rica e cheia de exemplos, João Mattar enfatizou que jogos não são apenas mais um recurso pedagógico para as aulas. Eles representam, principalmente, uma nova forma de entender e organizar todo o sistema de ensino. Gameficar uma aula não é apenas usar um jogo, mas mudar toda a estrutura de ensino para que os alunos tenham feedback constante, aprendam em diferentes níveis e conforme a sua capacidade. Um desafio e tanto! Seis tendências para a educação do futuro Katie Blot, vice-presidente da Blackboard e última palestrante da manhã, conversou com o público sobre as principais tendências para o futuro do ensino. Katie, que já trabalhou como CIO para o Federal Student Aid nos Estados Unidos, destacou seis pontos fundamentais que irão transformar o modo como ensinamos e aprendemos:

Katie defende que as Instituições devem experimentar com novas tecnologias.

Educação global: que tal aprender inteligência artificial com um professor de Stanford? Ou ter aulas de matemática no MIT? Por meio dos cursos online abertos e massivos, os chamados MOOCs, é possível assistir a aulas de qualquer parte do mundo. Estudantes não tradicionais: copiar a matéria do quadro-negro? Ficar sentado, passivo, enquanto ouve o professor explicar a disciplina? Essas técnicas já estão ultrapassadas para os estudantes de hoje, que querem participar, interagir e contribuir para a sua própria aprendizagem. Modelos alternativos de consumo: consumo colaborativo e espaços de coworking já são práticas comuns no mundo dos negócios. Nos próximos anos, a expectativa é que modelos alternativos de consumo também avancem no setor da Educação. Ensino centrado no aluno: em vez de focar apenas no conteúdo a ser transmitido, o ensino do futuro se preocupará cada vez mais em atender e envolver os estudantes multimídia. Big data: dados quantitativos e qualitativos sobre como aprendemos serão essenciais para moldar a sala de aula do futuro e customizar cada vez mais o ensino para atender aos diferentes perfis de estudantes. Mobilidade: ensino a qualquer hora, em qualquer lugar. Os alunos de hoje buscam uma sala de aula expandida, disponível não apenas nos horários padrão. Workshops e cases Durante a tarde, os participantes puderam escolher entre três workshops para aprofundar o debate sobre os desafios da educação: Orlando Júnior, da Kroton, compartilhou sua experiência sobre como produzir conhecimento em larga escala sem perder a qualidade; Ana Karin Nunes, da Feevale, mostrou suas técnicas bem-sucedidas para engajar os professores no uso de novas tecnologias; e José Trinta, do IBMEC, divulgou os métodos que a sua Instituição emprega para internacionalizar o conhecimento. As últimas palestras do dia ficaram por conta de Janes Tomelin, professor da Anhembi Morumbi, e Roberto Paes, diretor da Fábrica de Conhecimento da Estácio. Janes e Roberto apresentaramcases sobre como suas Instituições lidam com as dificuldades e inovações promovidas pelo ambiente de ensino digital.

Janes Tomelin aproximou-se do público para compartilhar suas experiências.

Roberto Paes mostrou como garante a qualidade de ensino entre as diferentes unidades da Estácio.

Após mais de sete horas de palestras, conversas e discussões, o Fórum mostrou a importância de compartilharmos nossas experiências e nossos desafios para, juntos, idealizarmos e construirmos o futuro da Educação. Ainda há muito o que aprender, mas o caminho já está trilhado, como afirmou o participante Rafael Mota, do Mackenzie: “O Fórum ajudou a demonstrar que todos estamos juntos no mesmo processo, uns mais avançados, outros começando, mas todos aprendendo como revolucionar algo que ainda está ligado às raízes originais.” E que venham os próximos Desafios da Educação! Fonte: Desafios da Educação

19 de agosto de 2013

Fórum Desafios da Educação em São Paulo

Você sabe qual o seu papel no futuro da educação?

No dia 14 de agosto, na Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo, acontece o Fórum Desafios da Educação. O evento promovido pelo Grupo A e Blackboard Brasil, é uma iniciativa voltada a líderes e gestores de Instituições de Ensino Superior, com o objetivo de discutir práticas e compartilhar ideias e experiências em educação, apontando melhorias para um futuro próximo. Como formador de opinião e pensador sobre o futuro da educação, sua presença é essencial, afinal, a educação do futuro só será construída com inovação e muito diálogo. Confira a programação do Fórum que irá contar com especialistas no assunto em palestras, debates e workshops: 8h Credenciamento e Welcome Coffee

9h Abertura do evento 9h30 A Nova Educação 10h Games em Educação: como os nativos digitais aprendem 10h30 Coffee Break / Networking 11h Tendências para Tecnologia e Educação 11h30 Painel de Debate 12h30 Brunch / Networking 12h30 – 14h Credenciamento no Workshop 14h – 15h Sessão simultânea de workshops: • Como produzir conhecimento sem perder a qualidade? • Internacionalização do Conhecimento • Engajamento dos Professores no Ambiente de Aprendizagem 15h30 Coffee Break / Networking 16h – 16h30 Tecnologia e Metodologia na Mediação dos Processos Educativos a Distância: O caso da Anhembi 16h45 – 17h15 Modelo de Ensino e Fábrica do Conhecimento: O caso da Estácio 17h30 Encerramento   Uma oportunidade para você:

1. Dialogar com especialistas em Educação e Tecnologia. 2. Conhecer o que há de mais inovador em pedagogia e tecnologia educacional. 3. Ajudar a construir a educação do futuro alinhada com as necessidades atuais.

As vagas para o Fórum Desafios da Educação são limitadas: garanta a sua, inscreva-se!

24 de julho de 2013