Blackboard lança inscrições ilimitadas e acesso via dispositivos móveis para o CourseSites™

Sistema de cursos online grátis da Blackboard passa a ser disponibilizado através de dispositivos móveis

WASHINGTON, 23 de abril de 2012

A Blackboard Inc. apresentou hoje uma opção de inscrições livres para o CourseSites™, permitindo aos instrutores que liberem inscrições ilimitadas aos alunos. Assim, um número ilimitado de estudantes poderá se matricular nos cursos oferecidos através deste sistema online e gratuito. A companhia anunciou também que a plataforma CourseSites™ passa a estar disponível também através dos principais dispositivos móveis do mercado, possibilitando que mais de 200.000 usuários acessem a ferramenta através celulares e tablets.

Com a opção de inscrições livres, qualquer número ou tipo de estudantes pode matricular-se no curso de um instrutor, o que faz do CourseSites uma plataforma ideal para iniciativas de ensino livre, iniciativas de apoio à comunidade e programas colaborativos de pesquisa, modalidade de ensino que vêm se tornando cada vez mais populares no mundo inteiro.

“Durante a década passada o mundo tornou-se muito aberto ao aprendizado colaborativo” declarou o Dr. Curtis Bonk, professor de Educação na Universidade de Indiana, que está usando o CourseSites para lançar, neste mês, um curso livre sobre abordagens ao ensino online e ao método de aprendizagem colaborativa que privilegiem o aluno. “Com o CourseSites e outras iniciativas, a Blackboard dá um grande passo no sentido de promover oportunidades educacionais para além das fronteiras tradicionais.”

O curso do Dr. Bonk é parte de uma nova série de cursos livres e gratuitos da Blackboard, centrada no ensino e no aprendizado por intermédio da tecnologia. Os cursos serão dados através do CourseSites e conduzidos por figuras de ponta nos campos de tecnologia instrucional e pedagogia, além de especialistas da Blackboard que compartilharão estratégias e abordagens de sucesso nas áreas de aprendizagem online, projeto de cursos e facilitação.

A série de cursos e a disponibilidade de inscrições livres são parte do esforço contínuo da Blackboard em apoiar o interesse crescente em programas educacionais, que inclui oferecer amplos cursos livres e tornar mais fácil aos usuários criar, utilizar e encontrar cursos e conteúdos livres. No ano passado, o CourseSites pôde apoiar a publicação e o compartilhamento de cursos, sob a forma de recursos de educação livre e políticas para a Blackboard Learn™, a principal plataforma LMS da companhia, foram ajustadas para oferecer maior assistência à iniciativas livres.

A nova assistência do CourseSites a dispositivos móveis permite aos usuários que acessem cursos e outras informações através dos dispositivos iOS™, Android™, Palm® webOS™ and BlackBerry®. O CourseSites também inclui agora uma integração que permite que os instrutores acessem cópias de seus Google Docs dentro de seus cursos e as sincronizem com mudanças feitas no.

Lançado em 2011, o CourseSites é uma opção de curso gratuita e em nuvem, que tira vantagem da mais recente tecnologia da Blackboard em administração, colaboração pela Web e aprendizado móvel. O sistema é utilizado atualmente por mais de 30.000 instrutores de mais de 12.000 instituições em mais de 130 países, e pode ser acessado em inglês, espanhol, holandês, francês, alemão e português brasileiro.

O sistema é popular entre instrutores que estejam interessados em experimentar com ensino e aprendizado online, em testar as mais recentes tecnologias de ensino e aprendizagem da Blackboard, ou que não tenham acesso a um sistema de administração de aprendizagem (LMS) em sua instituição. Com o apoio à inscrição livre, a Blackboard está trabalhando para posicionar o CourseSites como uma opção dinâmica para todos os tipos de ensino livre.

Para mais informações sobre o CourseSites, por favor visite: http://www.coursesites.com.

Sobre a Blackboard Inc.

A Blackboard Inc. é uma líder mundial em tecnologia empresarial e soluções inovadoras que enriquecem a experiência de milhões de estudantes e alunos no mundo inteiro, todos os dias. As soluções da Blackboard permitem a milhares de organizações de ensino superior, primário e secundário, profissionais, corporativas e governamentais que ampliem o ensino e a aprendizagem online, facilitem a interação e a segurança dos campi, e comuniquem-se de modo mais eficaz com suas comunidades. Fundada em 1997, a Blackboard tem sua sede em Washington, D.C., com escritórios na América do Norte, Europa, Ásia e Austrália.

FONTE: Blackboard Inc.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Mais do que games

Durante um evento de Games realizado em São Paulo em dezembro de 2011, foram mostrados alguns exemplos de como jogos podem auxiliar o aprendizado dos alunos, como soluções eficazes para a educação no futuro.

Mas como isso pode funcionar?

Por exemplo, para ensinar história e geografia, poderiam ser usados jogos ambientados em locais como o Oriente Médio, a Grécia ou a Roma Antiga, entre outros. Ou, ainda, para entender o desenvolvimento sustentável, poderia ser aplicado um jogo que permite o controle da construção da cidade.

O coordenador do Games for Change (G4C), defende a utilização dos jogos eletrônicos como ferramentas para educação e conscientização social.

Mas não é só isso, em setembro do mesmo ano, participantes do jogo online Foldit mostraram que os jogos também podem servir à ciência na solução de problemas. Os jogadores do Foldit, que permite que os jogadores definam estruturas de moléculas de proteínas, conseguiram resolver um problema que há décadas desafiava cientistas.

Após anos tentando encontrar uma maneira de conseguir montar a estrutura da enzima de um vírus semelhante ao da AIDS, sem sucesso, os cientistas resolveram desafiar os jogadores a fazer um modelo preciso desta. O resultado foi surpreendente: em apenas três semanas já havia um protótipo.

A solução deve auxiliar os esforços para encontrar medicamentos para combater o vírus HIV, já que essa enzima tem papel fundamental na forma como o vírus amadurece e se prolifera.

Uma demonstração de que os jogos podem ser muito mais do que apenas diversão.

Fonte: Universia e TechNinja

FAÇA UM COMENTÁRIO

Blackboard Fórum de Educação

Aconteceu na última quinta-feira, dia 12 de abril, o Blackboard Fórum de Educação, na ESPM em São Paulo.

O evento, que teve transmissão ao vivo da UNIP, contou com a presença do Presidente de Negócios Internacionais Blackboard, Juan Lucca, do Gerente Geral da Blackboard no Brasil, Bruno Weiblen e da Vice-presidente da Blackboard, Katie Blot, entre os diversos palestrantes.

O Blackboard Fórum de Educação iniciou com uma apresentação de Juan Lucca, tratando das mudanças que estão acontecendo com o público consumidor de educação e de como as instituições de ensino devem se posicionar neste contexto.

As mudanças que aconteceram na comunicação como um todo, provocadas pelo surgimento e difusão de smartphones transformou as expectativas dos alunos de todo o mundo, além disso, o estudante que nasceu na era digital é diferente dos estudantes de “antigamente”. A tecnologia está mudando o comportamento da população, em especial dos jovens, inclusive em relação aos materiais de apoio. Esse fato pode ser comprovado pelas vendas de livros eletrônicos no Amazon, que já superam as vendas de livros físicos, números que tendem a aumentar exponencialmente até que todos os livros utilizados pelos estudantes estejam em leitores digitais e tablets.

Levando em conta esta visão do macroambiente em que as necessidades de alunos são diferentes, o principal foco dos palestrantes foi referente à importancia do relacionamento com a comunidade acadêmica e das ferramentas utilizadas para facilitar e viabilizar este processo.

A Blackboard oferece ferramentas que possibilitam uma nova abordagem para o desenvolvimento da educação, tanto para atividades acadêmicas, quanto para relacionamento online da universidade com a comunidade acadêmica.
Além disso, Blackboard está se transformando em uma plataforma de aprendizagem múltipla que apoia tanto softwares desenvolvidos comercialmente quanto soluções open source.

Juan Lucca destacou a presença da Blackboard na América Latina e falou destas mudanças no contexto da educação que vem ocorrendo globalmete.

Katie Blot complementou  esta apresentação, mostrou que a Blackboard, mais do que uma empresa de produtos e ferramentas, buscou se transformar em uma empresa de educação, auxiliando clientes com os desafios destas mudanças,  e trouxe também novidades sobre os produtos Blackboard.

Patrick Devlin, Vice-presidente de Vendas da divisão Blackboard Mobile, falou sobre produto o BlackBoard Mobile, com a palestra “o Campus no seu bolso. Acesso a qualquer hora e lugar”. Patrick afirma que os dispositivos móveis se tornarão a principal forma como nos comunicamos, e exemplifica que, atualmente, os jovens já não utilizam mais e-mail para se comunicar. Com os aplicativos, os celulares se tornaram ferramentas completamente diferentes de telefones. Ele ainda traz o exemplo do aplicativo “Instagram”, comprado recentemente pelo Facebook por 1 bilhão de dólares. Patrick fala do surgimento da Blackboard Mobile, que começou devido a uma necessidade da universidade de Stanford, de melhorar a forma de interação entre acadêmicos e serviços da universidade. A Blackboard oferece aplicativos customizados para universidades, atendendo às diferentes necessidades de cada instituição . Com um aplicativo de Vida no Campus, por exemplo, da Blackboard é possível colocar mapas dos locais da instituição. Os apps mobile não são meramente uma cópia do que existe no browser desktop, eles permitem uma série de novas funcionalidades, que só fazem sentido em celulares, pode-se por exemplo, utilizar os recursos de GPS do celular para indicar o local da sala de aula. Ele ainda oferece um teste do aplicativo, baixando o App Mobile Learn gratuitamente na AppStore. Escolha: Monument University. Usuário: bbstu e senha: stu.

Yolima Ramírez falou do uso do Blackboard Collaborate na Pontificia Universidad Javeriana de Bogotá. Dividiu-se a implantação do BbCollaborate em na universidade em 3 fases: a primeira fase foi de capacitação dos funcionários, na segunda desenhou-se e elaborou-se o material de apoio, e na terceira capacitou-se os usuários finais. O foco da implantação do Blackboard Collaborate foi dar apoio às atividades acadêmicas presenciais. Ela colocou que uma das vantagens do Bb Collaborate é a integração com o Blackboard Learn, sendo que o Blackboard Collaborate oferece maior número de ferramentas e possibilidades de uso que outras ferramentas do mercado. Yolima encerrou sua fala dizendo que através do Collaborate é possível eliminar fronteiras e se aproximar dos alunos de uma maneira mais ágil e colaborativa.

O Professor Dr. Carlos Fernando de Araujo Jr falou sobre inovação no Campus Virtual Cruzeiro do Sul, trazendo exemplos da aplicação dos produtos Blackboard desde a educação básica até o ensino superior. O Dr. Carlos exemplificou como as ferramentas foram utilizadas para auxiliar o relacionamento com alunos dos diversos níveis presentes em sua instituição de ensino, facilitando também a obtenção de feedbacks sobre as aulas e os cursos. A Cruzeiro do Sul também implantou um projeto de capacitação docente para estimular o melhor uso da tecnologia na educação.

A Dra. Maritza Rondon apresentou o caso da Universidad Cooperativa da Colômbia, falando sobre como foi utilizada a plataforma Blackboard para a transformação acadêmica. Na Universidade, professores são replicadores da importância do uso da tecnologia na educação. Os alunos quando matriculados já possuem um perfil na Blackboard, tendo acesso a todos os materiais do curso, que são criados especialmente para a plataforma.

Eduardo Salcedo, Diretor de Tecnologia da Informação da TEC de Monterrey, mostrou o  uso do Blackboard no Tecnológico de Monterrey: experiências após 12 anos. Eduardo afirma que  “a universidade Virtual nunca pode parar, por isto escolhemos a Blackboard. A Universidade Virtual nunca desliga, enquanto alguns alunos dormem nos EUA outros estão conectados na China”. Ele ainda cita o caso da grande gripe de 2009, quando os alunos não podiam ir ao Campus e diz que “o Blackboard Collaborate foi a nossa salvação”.

Felipe Casaburi, Coordenador de TI do Senac São Paulo, tratou de particularidades tecnicas da migração para solução do Managed Hosting e da atualização do Blackboard no Senac. Sendo que, com o Blackboard o Senac buscou a convergência entre o ensino presencial e o ensino à distância da instituição.

O vídeo com a transmissão do evento será disponibilizado em breve nos canais oficiais do Blackboard Brasil.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Utilizando o Youtube em sala de aula

Mais de 3 bilhões de vídeos são vistos todos os dias no youtube. Mas como usar essa tecnologia na sala de aula?

Partindo do princípio de que a utilização da tecnologia torna o processo de aprendizagem mais fácil e da ideia de as aulas funcionarem como o Youtube, o pesquisador de novas mídias em educação, Terry Heick, sugeriu mudanças no modo de ensino, são coisas simples, que não exigem mudanças radicais.

Aliado aos livros, que exigem concentração, leitura profunda e resistência intelectual, ele indica a utilização do mecanismo de busca baseado no Google e Youtube. Além disso, é interessante tornar a aula divertida, já que todos gostam de rir. Outra dica é fazer vídeos simples e divertidos no Youtube, facilitando o aprendizado.

Procurar a forma mais simples e clara de ensinar uma matéria, já que, assim como no youtube, na sala de aula há uma grande diversidade de conteúdo. Apresentar conteúdos de maneira criativa e interdisciplinar também pode ajudar, mesmo que as ideias pareçam pouco convencionais, elas podem funcionar, já que os alunos compreendem com mais facilidade o conteúdo quando associado a algo conhecido.

Fonte: Universia

FAÇA UM COMENTÁRIO

Veja mais posts

O Grupo A é representante exclusivo do Blackboard no Brasil.