Na Universidade de Groningen, os alunos gerenciam sua própria experiência de aprendizagem

Universidade de Groninger

Com uma forte tradição acadêmica que oferece pesquisa e ensino de alta qualidade, a Universidade de Groningen, fundada em 1614, investe em agilidade nas mudanças para se manter no topo das tabelas internacionais de classificação universitária. A instituição se tornou mais inovadora, robusta e resiliente no uso da tecnologia para continuar crescendo, sempre com foco em quatro pontos:

> Otimizar a experiência online do aluno, dando suporte ao crescimento internacional;
> Personalizar as experiências de ensino e aprendizado dos alunos;
> Desenvolver estratégias de avaliação e feedbacks eficientes;
> Criar eficiências institucionais e acadêmicas por meio da integração dos sistemas.

>> Saiba como a tecnologia pode ajudar sua instituição a atingir suas metas estratégicas

Usuária desde 1999 do Blackboard Learn, a instituição incorporou também, em 2010, o Blackboard Managed Hosting. A iniciativa proporcionou uma experiência melhor e mais estável para seus professores e alunos, além de desonerar a universidade dos riscos operacionais de hospedar internamente o ambiente virtual de aprendizagem, permitindo a expansão do uso.

“A transição permitiu que a instituição se concentrasse na missão central de educação – e não em gerenciar tecnologia”, defente Louwarnoud Van Der Duim, responsável por suporte e inovação educacional do Centro de Tecnologia da Informação da Universidade de Groningen.

Envolvimento dos alunos na gestão de sua experiência educacional
O segundo passo foi empregar alunos para ajudar a dar suporte ao ambiente de aprendizagem, desenvolvendo novas aplicações e serviços institucionais. Além disso, possibilita parceria, colaboração, envolvimento e tomadas de decisões dos alunos em todos os níveis, colocando-os no controle de sua própria experiência de aprendizagem.

Aplicação de avaliações digitais
Desde a transição para uma solução de hospedagem gerenciada, a Universidade de Groningen aplica provas online, incluindo a submissão de avaliações dissertativas durante até 15 horas por dia, seis dias por semana. A principal meta dessa mudança para o digital é melhorar a qualidade das provas, fornecendo ao aluno tecnologia que o ajuda na pesquisa, no desenvolvimento e na submissão de seus textos. Isso aumentou a qualidade das avaliações de muitos estudantes. No primeiro ano, 200 professores marcaram provas online, poupando 6600 horas acadêmicas de correção e submissão de notas.

Redução nos níveis de evasão
A universidade registrou melhorias consideráveis na redução dos índices de evasão e no aprimoramento das taxas de sucesso no nível de graduação. Utilizando dados do Sistema Acadêmico e da Blackboard, a Groningen desenvolveu um sistema de alerta para que os acadêmicos fiquem atentos ao desempenho dos alunos. Essas informações são usadas a fim de proporcionar auxílio e suporte adicionais para evitar a desistência.

“Nós estamos estruturados de forma que o estudante tem liberdade para, se quiser, montar sua própria grade de horários. Nós não apenas oferecemos isso através da nossa versão web do ambiente Blackboard, mas também possuímos uma versão mobile onde mostramos exatamente as mesmas informações, para que eles possam acessá-las onde quer que estejam”, conta Lisette Bakalis, gerente de projetos responsável pelo ambiente virtual de aprendizagem da universidade.

Está com dificuldades para implementar a tecnologia em sua instituição? Baixe nosso Guia de Adoção da Tecnologia e tire suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O Grupo A é representante exclusivo do Blackboard no Brasil.