Uso da tecnologia em sala de aula desperta interesse nos alunos

Da educação infantil à graduação, existe uma grande preocupação de proporcionar ao aluno atividades atrativas que, aliadas ao conteúdo pedagógico de cada disciplina, auxiliem efetivamente no aprendizado. Os estudantes de hoje aprendem com muita facilidade e rapidez, mas se cansam facilmente das práticas repetitivas do ensino cotidiano. Eles anseiam sempre por novidades! E é por isso que o uso da tecnologia em sala de aula desperta o interesse dos alunos.

Essa mudança na forma de aprender obriga o professor a elaborar diferentes aulas da mesma matéria para conseguir atingir uma ampla e diversificada gama de alunos. Os educadores sabem que precisam dispor sempre de novos recursos que os auxiliem a explorar as atividades em grupo, a aumentar a atenção e a disciplina na sala de aula.

Além disso, cada aluno tem necessidades e dificuldades diferentes e, por isso, o uso da tecnologia integrando conteúdos podem apoiar os professor no desenvolvimento e planejamento das aulas.

O próprio professor pode criar uma primeira atividade, que exigirá tempo para sua construção, mas que, posteriormente, poderá ser alterada e adaptada de acordo com os próximos conteúdos.

As metodologias ativas, que colocam o aluno no centro do aprendizado, transformando-o em protagonista de sua evolução acadêmica, encontram na tecnologia suporte para que o aluno absorva o conteúdo. Nesse outro post, você pode entender como a tecnologia facilita a aprendizagem no método da Sala de Aula Invertida.

Mais do que atrair e motivar, a tecnologia também pode garantir a acessibilidade no ensino, colaborando para que barreiras sejam superadas por pessoas que têm necessidades especiais. Nesse sentido, a tecnologia bem aplicada passa a ser uma facilitadora no acesso à informação e à educação.  

No caso de o professor não ter muita habilidade com inovações, ele pode solicitar ajuda de um aluno, que, certamente, se sentirá muito importante em realizar a tarefa. Além disso, veja também 7 hábitos altamente eficientes dos professores que usam tecnologia e torne-se um especialista no assunto. 

É natural que o uso da tecnologia em sala de aula desperte o interesse dos alunos. Elas lhes permitem criar atividades em planilhas eletrônicas, multimídia, fazer edição de filmes e imagens, entre muitos outros recursos. Essas atividades estimulam a participação dos alunos no processo de construção do próprio conhecimento. Mas, independentemente dos recursos ou materiais utilizados, só trarão os resultados esperados se forem bem direcionadas e planejadas.

Até na educação infantil já se provou que os jogos e as brincadeiras – diversas delas realizadas com o apoio da tecnologia – ajudam no desenvolvimento integral da criança. O uso de recursos tecnológicos vem ganhando cada vez mais espaço nas escolas. Por isso, o contato do aluno com a tecnologia é muito importante desde cedo, mantendo-o ao longo de sua formação. Qualquer disciplina, matéria ou conteúdo pode ter atividades preparadas, construídas e realizadas com recursos tecnológicos.

Se os educadores souberem combinar as atividades lúdicas com os recursos tecnológicos, as aulas não se tornarão rotineiras e maçantes, mas despertarão o interesse dos alunos, facilitando o aprendizado e desenvolvendo neles o gosto pelos estudos.

E não é só na sala de aula que a tecnologia colabora com o ensino. Conheça 4 verdades sobre como o uso de dados favorece o sucesso dos alunos também no acompanhamento da rotina escolar, no planejamento de aulas e muito mais.

Quer continuar bem informado? Saiba quais foram as melhores inovações para a educação em 2016 e surpreenda seus alunos!

Com informações de administradores.com.br

FAÇA UM COMENTÁRIO

Unigranrio investe na plataforma Blackboard para dobrar o número de alunos no EAD

Unigranrio

Uma das principais instituições de ensino superior do Rio de Janeiro, a Unigranrio se propôs para 2017 uma meta desafiadora: popularizar o ensino a distância e dobrar sua base de alunos do EAD. Para atingir o objetivo, a universidade decidiu investir nas tecnologias de ensino e aprendizagem da Blackboard e nos conteúdos da SAGAH, otimizando seus cursos atuais de graduação nas modalidades EAD e presencial. Além disso, no próximo ano, irá lançar programas de educação semipresencial.

> Entenda por que a Unigranrio optou pelas soluções Blackboard:

Hoje, o programa de EAD conta com 14 cursos de graduação e mais de três mil alunos que já utilizam conteúdos da SAGAH por meio de unidades de aprendizagem especialmente desenvolvidas para a modalidade. Por entender os atuais desafios da educação, que visa oferecer um ensino mais centrado no aluno, e acreditar que o EAD proporciona mais autonomia e protagonismo na jornada de aprendizagem, agora a Unigranrio também adotou as soluções da Blackboard.

> Veja como a Blackboard colabora para a expansão da Feevale

“Os alunos reclamavam da ausência de vídeo de apresentação, guia de estudos, então, contamos com a Blackboard e o Grupo A para nos apoiar no projeto de melhorias”, resume Jeferson Pandolfo, Diretor Acadêmico da Unigranrio.

Com o investimento, os alunos da pós-graduação lato sensu e dos cursos de extensão também passarão a ter acesso ao EAD, e a Unigranrio pretende ofertar cursos totalmente a distância nas duas modalidades, a fim de estimular o empoderamento do aluno durante o processo de ensino e aprendizagem.

“A plataforma anterior deixou de nos entregar o suporte necessário. A Blackboard vai melhorar bastante os nossos cursos e nos dar o suporte que se espera que uma plataforma desse tipo dê”, explica o professor Arody Herdy, reitor da Unigranrio.  

Em curto e médio prazos, a instituição utilizará conteúdos de SAGAH para criar Moocs (curso online aberto e massivo, em inglês) e ambientar o estudante nos cursos e metodologia da instituição de ensino.

Com a adoção do Ambiente Virtual Blackboard, a Unigranrio aposta em uma experiência de aprendizagem mais colaborativa e agradável, fornecendo todo o suporte e capacitação para que alunos e professores possam tirar o máximo proveito das tecnologias que serão disponibilizadas.

O novo investimento será a base para fazer a instituição avançar na educação a distância e apostar no aculturamento da modalidade também no presencial. Hoje, a instituição possui 49 cursos, que somam quase 30 mil alunos. Com o apoio de Blackboard e SAGAH, a Unigranrio pretende aumentar os atuais 7% de disciplinas ministradas online para os 20% permitidos pelo MEC.

“A Blackboard acredita que o ensino centrado no aluno é o caminho para a Educação Superior de excelência. Compartilhar essa visão com uma universidade como a Unigranrio, focada em oferecer uma educação de qualidade, é um grande passo para reforçar o nosso compromisso com o Ensino Superior no Brasil”, afirma Pavlos Dias, Gerente Nacional da Blackboard.

Quer conhecer melhor as tecnologias Blackboard? Saiba como tecnologia de ponta e soluções inovadoras impactou positivamente a Universidade de Groningen em diferentes resultados.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Sete hábitos altamente eficientes dos professores que usam tecnologia

Na maioria das vezes, professores que usam tecnologia em sala de aula são muito diferentes dos que não usam. Eles gerenciam sua sala de aula de uma forma mais interativa, criam um ambiente positivo de aprendizagem e – grandes professores, especialmente – colaboram com as diversas partes interessadas para se certificar de que cada tentativa é humanamente possível para atender a todas as necessidades dos alunos.

Mas usar a tecnologia na sala de aula de forma eficaz pode exigir alguns pequenos ajustes por parte do professor para que dê resultados. Com inovação e alternativas criativas para solução de problemas, pode-se melhorar a aprendizagem com o uso da tecnologia.

Leia também:
O que os alunos estão nos dizendo sobre tecnologia e por que isso é importante

A influência das novas tecnologias em sala de aula

Veja no infográfico quais são os 7 hábitos eficientes dos professores que usam tecnologia:

7 hábitos altamente eficientes dos professores que usam tecnologia

FAÇA UM COMENTÁRIO

Infográfico: como criar cursos EAD em sua instituição de ensino

cursos ead

Faculdades e universidades de todos os portes continuam a expandir suas ofertas de cursos de educação a distância (EAD). Aquelas instituições que continuam aperfeiçoando suas grades curriculares, adotando as mais recentes tecnologias para melhorar a experiência educacional, observam, como consequência, melhores resultados em avaliações de alunos e em número de matrículas.

Leia também:

Saiba como a Blackboard colaborou para a expansão dos cursos EAD da Feevale

Veja como estudantes bem-sucedidos usam o Ambiente Virtual de Aprendizagem

Alguns dos principais clientes da Blackboard internacional foram ouvidos e contaram, a partir de suas experiências, as melhores práticas e as lições aprendidas que descobriram ao longo do caminho.

Neste infográfico, foram incluídas algumas dessas constatações, perguntas, tarefas e dificuldades enfrentadas ao se desenvolver e executar uma estratégia de aprendizagem online, tais como:

  • Criando um plano de negócios;
  • Evitando o deslocamento da missão;
  • Conhecendo seu mercado e como alcançá-lo;
  • Preparando seu corpo docente.

Acreditamos que uma viagem bem-planejada é a maneira mais segura de se alcançar sucesso no ambiente de e-learning. Por isso, este infográfico pode servir como um guia de suporte para todas as instituições, em qualquer fase de desenvolvimento de cursos EAD.

Para visualizar o infográfico em tamanho maior, basta clicar na imagem.

cursos ead

FAÇA UM COMENTÁRIO

A influência das novas tecnologias em sala de aula

novas tecnologias

Enquanto para os alunos a adaptação às novas tecnologias no ambiente escolar é fácil, muitos professores enfrentam certas dificuldades com a inovação. O perfil do estudante está mudando e cada vez é mais importante incluir novas ferramentas para aprimorar o processo de ensino. Inúmeras novidades, como o uso de celulares em sala de aula, podem ajudar na aprendizagem e no preparo dos jovens para o mercado de trabalho.

Indiscutivelmente, é um benefício para o estudante ter aulas com um professor que saiba explorar os recursos tecnológicos, seja nas aulas presenciais ou nos cursos de educação a distância. Ainda assim, seja por falta de tempo ou de motivação, nem todos os docentes estão preparados para integrar o processo veloz de inovação no ambiente escolar, na contramão de toda a evolução de metodologia pelas quais as instituições de ensino estão passando. Algumas escolas e universidades já incluem gamificação, conteúdos em vídeo e diferentes outros métodos ativos em que o aluno se torna protagonista na sala de aula.

Hoje, sabe-se que a tecnologia é uma aliada da educação, influenciando diretamente o sucesso dos alunos. As ferramentas permitem, por exemplo, a personalização do processo de aprendizagem, com aplicativos e softwares que, utilizando inteligência artificial, são capazes de assimilar o nível de conhecimento e como o estudante aprende.

Outro indicador da influência das novas tecnologias em sala de aula é a disponibilidade de recursos ricos e interativos, que facilitam o ensino e apoiam o professor na definição da estratégia pedagógica mais eficaz. Além, é claro, de estarem disponíveis em qualquer plataforma, a todo momento e em qualquer lugar, democratizando a educação. Tudo isso torna o uso de novas soluções fator determinante para dialogar com o estudante de hoje e prepará-lo para o futuro.

A tecnologia não substitui o professor, ao contrário: permite que ele utilize seus conhecimentos e os ensine de forma inovadora. A seguir, veja que ferramentas já estão sendo utilizadas a favor da educação.

a influência das novas tecnologias
Objetos digitais de aprendizagem

Jogos, animações, vídeos e simuladores naturalmente atraem a atenção de crianças, jovens e adultos. Por isso, nada mais natural do que utilizar esses recursos para apoiar a prática pedagógica dentro e fora de sala de aula. Com as ferramentas, é possível que professores facilitem a absorção de conhecimento, trabalhando diferentes competências e conteúdos – de matemática básica a anatomia –, além de criar a possibilidade de planejar atividades educativas mais criativas e motivadoras.

Outra grande vantagem dos objetos digitais é que permitem que estudantes os utilizem por conta própria ou com a ajuda de familiares, funcionando como um reforço do conteúdo de sala de aula. Os professores também podem inserir elementos de gamificação – com toda a lógica de um jogo, inclusive as recompensas e mudanças de nível – para estimular a busca por conhecimento.

Ferramentas de comunicação

As redes sociais (dentro do Ambiente Virtual de Aprendizagem ou não) são poderosas ferramentas de comunicação. Elas podem ser utilizadas para o desenvolvimento de atividades de diferentes conteúdos curriculares, de diferentes formas:

  • criação de comunidades para discussões e compartilhamento de informações complementares às vistas em sala de aula, inclusive em diferentes formatos multimídia;
  • invenção de palavras-chave, como uma hashtag no Twitter, que estimule os alunos a compartilharem diariamente conhecimentos adquiridos na aula;
  • ensinando os estudantes a localizar e reconhecer vídeos com conteúdos relevantes em suas buscas pela web, entre outros.

A troca de informações e conteúdos entre professores de diferentes instituições também pode ocorrer nas redes sociais, sendo uma boa forma de se envolver na comunidade acadêmica. Veja outras habilidades que os professores de hoje precisam ter.

novas tecnologias
Ferramentas de produção

Apresentar o conteúdo das aulas na forma de texto não é mais tão atrativo, mas nem sempre se encontra o vídeo certo para determinado conteúdo. Por isso, ferramentas que permitem produzir apresentações animadas, infográficos ou editar áudios são fundamentais para que o professor consiga encontrar a forma certa de tornar seu material didático atraente.

Existem diferentes sites e aplicativos disponíveis gratuitamente na internet que permitem essas e outras soluções, como gestão e produção de planilhas, organização de materiais de aula, planejamento e agenda. Além disso, diferentes bases de dados também facilitam o armazenamento das informações em nuvem, deixando-as disponíveis em qualquer lugar e facilitando o compartilhamento com os alunos.

Em alguns cursos de graduação e especialização, blogs de conteúdo, vídeo e fotos são boas formas de estimular os alunos a publicarem portfólios online. O uso dessas ferramentas permite que se tornem ainda mais inovadores – e colaboram para que o professor acompanhe a produção em tempo real.

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)

O Ambiente Virtual de Aprendizagem é uma solução tecnológica que facilita a troca de informações e o acompanhamento da evolução de cada aluno. No curso de educação a distância, é onde todo o processo de ensino acontece, substituindo a sala de aula física. Nele, é possível publicar conteúdos, notas e tarefas, além de incentivar a interação entre estudantes, promovendo toda a gestão do aprendizado.  

Além disso, os softwares AVA mais avançados permitem personalizar o ensino com plataformas adaptativas, que avaliam dados e de que forma cada estudante aprende, propondo atividades diferentes para cada aluno. Conheça 3 formas de personalizar o e-learning para os estudantes.

A tecnologia está presente não só na rotina de professores, alunos e pais, como também faz parte do processo educativo de diversas instituições. Conheça o case da Universidade de Groningen, em que o uso de soluções inovadoras impactou positivamente diferentes resultados.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Veja mais posts

O Grupo A é representante exclusivo do Blackboard no Brasil.