Mito 3 – Social Learning é apenas diversão

Social learning é divertido, mas não existe apenas para diversão. Assim como todos nós somos multi-tarefas. Social learning oferece grandes benefícios para ambos: alunos e instituição. A natureza interconectada e interativa de social learning amplifica a taxa sobre qual conteúdo crítico pode ser compartilhado e perguntas podem ser respondidas. Cathy Davidson, professora de estudos interdisciplinares da Universidade Duke e uma das criadoras do Centro da escola de Neurociência Cognitiva, descreve um curso que ela oferece na Universidade, chamado “Este é seu cérebro na internet.” O curso foi baseado em uma lista de leituras sugeridas que incluiu jornais especializados, revistas populares e websites, tudo embasado no interesse do estudante e pesquisas que guiavam o projeto. Blogs regulares também eram exigência do curso, e para sua surpresa Davidson descobriu que “os blogueiros mais elegantes, frequentemente se tornavam mais pretensiosos e desejados do que os escritores de artigos.”

Suas experiências mostram uma visão sobre como a social learning contemporânea deixa os alunos livres para melhorar o processo de produção de conteúdo e faz com que eles retenham o que aprenderam com isso.

Quando autorizados a fugir das regras que acompanham os termos formais do papel, as mudanças foram significativas. Eles eram muito mais expressivos e capacitados a interagir com o conteúdo do curso de diferentes formas. O que, para eles, era mais interessante do que no formato tradicional.

Davidson vai direto ao ponto e fala que social learning vai muito além de uma simples autorização para fofocar com colegas ou navegar em conteúdos online. Na verdade, a pesquisa existente indica benefícios especificamente relacionados com a natureza social e interativa de social learning:

-Em qualquer idade, pessoas frequentemente levam mais a sério escrever quando isso será avaliado por colegas e professores;

-Blogs dirigidos a seus colegas apresentam menos erros tipográficos, menos plágio, e a escrita geralmente é melhor, mais elegante e persuasiva do que as de atribuições de sala de aula pelos mesmos escritores.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Lançamento dá continuidade a inovações nos principais produtos de ensino e aprendizado


A Blackboard Inc. revelou na semana passada um novo e importante lançamento para um dos seus carros-chefes, o sistema de gestão de aprendizado Blackboard Learn, mostrando um marco significativo da companha em promover inovações em seus principais produtos de ensino e aprendizado. O lançamento possui uma nova abordagem para a interface do usuário, ênfase no aprendizado social e um ganho de valor para instituições e educadores.
Baseado em testes e pesquisas com usuários, o lançamento oferece uma melhor abordagem em relação à usabilidade do sistema, que é condizente com a experiência que os alunos e professores passaram a esperar das tecnologias atuais. Uma maneira nova e mais simples foi criada para que cada usuário acesse suas informações mais importantes, na seção “My Blackboard”, por meio de uma visão centralizada das atualizações de todos os cursos e organizações. Nesse mesmo recurso, instrutores podem acompanhar as atividades em todos os seus cursos e imediatamente estimular os estudantes conforme o necessário.
O lançamento também permite que os usuários criem perfis onde possam se comunicar com outros usuários, além de postarem em suas páginas, tendo um perfil aberto para pessoas de outras instituições dentro do Blackboard Learn. Um recurso chamado “Spaces” permitirá que os estudantes criem páginas para os seus próprios grupos de estudo e de trabalho a fim de colaborarem um com os outros.

Além de uma nova experiência para os estudantes, o lançamento também apresenta um conjunto de novos recursos. No âmbito institucional, inclui levantamentos empresarias que permitem aos clientes coletarem feedback sobre cursos, departamento, instituições e públicos externos, permitindo ainda, uma melhor visualização do desempenho pelo desmembramento de dados e pela análise de resultados por período ou por ano.
Para os instrutores, o lançamento traz uma comunicação aprimorada por meio de troca de mensagens em duas vias a partir do Blackboard Connect for Learn, permitindo melhor interação com os estudantes. Inclui também um editor de conteúdo completamente redesenhado, tornando mais fácil publicar um conteúdo por todo o ambiente do curso, possibilitando o uso de vídeos.
Conta com um novo recurso de análise de itens que ajuda os instrutores a aprimorarem a validade e a efetividade de perguntas de teste, e um calendário completamente repaginado, com lançamento previsto para dezembro.
Mais de 640 instituições participaram do desenvolvimento desse lançamento, com um número de 1800 indivíduos que participaram de pesquisas com usuários, incluindo 600 estudantes e 600 educadores.

[UPDATE]: Assista ao vídeo abaixo (em inglês) e confira a nova interface do Blackboard Learn:

FAÇA UM COMENTÁRIO

Conheça as plataformas do Blackboard

O Grupo A é uma empresa que reúne diversas plataformas de distribuição de conhecimento científico, técnico e profissional, entregando-o onde, quando e como for preciso.

A Blackboard está presente em mais de 40 países, em 4 continentes. A empresa atende 72% das 200 maiores universidades do mundo e possui mais de 9.000 lientes. Dentre as suas soluções, encontram-se diversas ferramentas para enriquecer e potencializar a experiência de ensino e de aprendizado de professores e alunos.
Conheça nossas plataformas:

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Blackboard 9.1 apresenta editor de texto completamente renovado

Um dos grandes destaques que oferecemos na atualização do Blackboard 9.1 – Service Pack 8 – é o renovado editor de texto. Com um visual totalmente aprimorado e a adição de novas funcionalidades, o novo editor de texto do Blackboard, além de ser mais completo e bonito, é também muito mais leve que o da versão anterior.

Alguns destaques

• Opções para formatação de texto e fonte são controlados com mais rigidez – ou seja, é mais difícil de mudar o tamanho da fonte, portanto, os seus materiais terão todos uma mesma unidade visual, sem fontes diferentes, com outras cores e tamanhos.

• Possibilidade de Copiar e Colar informações de documentos do Word, limpando os códigos desnecessários que ficam escondidos e deixando apenas a formatação básica (negrito, itálico, etc), mais uma vez ajudando o seu conteúdo ter uma aparência mais uniforme.

• Possibilidade de editar estilos em CSS (se você gosta desse jeito) e ter controle sobre o design do seu conteúdo.

• Na opção de copiar e colar do Excel ou do Word ele realmente cola a tabela no editor, corretamente, e eles são mais fáceis de editar também!

• Você poderá criar e editar tabelas de forma rápida e dácil, usando o editor visual.

• Você pode editar as propriedades da imagem de forma fácil, bastando clicar com o botão direito sobre a imagem no modo de edição.

• Você poderá incorporar conteúdos de outras ferramentas da internet como vídeos do YouTube, galerias de imagens do Flickr e apresentações do SlideShare. Uma vez escolhido o conteúdo a incorporar você terá as opções sobre a forma como é apresentada, bem como quais atributos são exibidos!

• Estas 3 pequenas linhas no canto inferior direito do editor indicam que você agora poderá ampliar a caixa de edição para um tamanho que você possa ver mais de seu conteúdo e editá-lo!

Além disso, existem vários outros novos recursos do Editor de Conteúdo Blackboard, e uma boa lista de atalhos de teclado que podem tornar sua vida edição on-line muito mais fácil. Com o novo editor de texto usuários do mundo inteiro terão uma experiência muito mais agradável e prazerosa na hora de editar conteúdos.

Fonte: Blackboard 9.1 (SP8) – ‘A New Beginning’ – eLearning Blog Dont Waste Your Time http://www.dontwasteyourtime.co.uk/blackboard/blackboard-9-1-sp8-a-new-beginning/#ixzz20yr45QpY

FAÇA UM COMENTÁRIO

Tecnologia ajuda crianças a aprender e também a ensinar

As tecnologias dentro da sala de aula oferecem muito mais vantagens do que apenas facilitar o compartilhamento e armazenamento de conteúdo. Elas também estimulam os alunos a aprenderem e a ensinarem. A afirmação é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), apresentada por Sugata Mitra durante a Campus Party, evento realizado em fevereiro passado em São Paulo.

Mitra realizou um um projeto em uma escola pública de Nova Délhi em que analisou o comportamento dos alunos diante de um computador com acesso liberado dentro da escola. Durante a análise, o pesquisador constatou que, diante do computador, as crianças desenvolviam a autonomia na busca por mais conhecimento e também auxiliavam seus colegas a usarem as ferramentas de pesquisa as quais tinham acesso. Medindo o quão proveitosa é a aprendizagem das crianças, o estudo apontou que o aproveitamento passou de 30% para 50% com a utilização de tecnologia na sala de aula. Mitra conseguiu resultados semelhantes em escolas do Chile, Uruguai, Inglaterra e Estados Unidos. “Se funciona em Nova Délhi, onde as crianças crescem em meio a muitas precariedades, funciona em qualquer lugar”, disse ele no evento.

A tecnologia não precisa necessariamente ser usada apenas dentro da sala de aula. A escola pode também organizar atividades fora do horário escolar, desenvolvendo tarefas a serem realizadas à distância, como complemento do estudo presencial, o que também estimula as crianças a buscar mais conhecimento. É isso o que as soluções da Blackboard para o ensino proporciona: ferramentas que melhorem o engajamento, o interesse e que estimulem os alunos a aprenderem de forma mais colaborativa. Saiba o que a Blackboard tem a oferecer para o Ensino Fundamental e Médio.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Veja mais posts

O Grupo A é representante exclusivo do Blackboard no Brasil.