3 dicas para personalizar o e-learning para os estudantes

3 dicas para personalizar o e-learning para os estudantes

Pense por um momento sobre sua experiência de ensino superior. Como você aprendia com o material, quando estava matriculado como estudante de graduação? Como os materiais de curso e palestras de seus instrutores colaboraram para que você tirasse o melhor proveito de uma determinada disciplina? Que recursos foram fornecidos que o ajudaram a estudar para as provas? Que cursos você sentiu que foram personalizados para você?

Sem dúvida, nem todo o material da graduação foi fácil de entender. E isso se reflete no aprendizado: você pode ter sentido que não absorveu tudo o que podia com base nesses conteúdos. Acontece com todos os estudantes.

Se o professor refletir sobre como aprendeu – e sobre o que não funcionou para ele – vai poder perceber que nem todos têm a mesma experiência de aprendizagem e que nem todos aprendem da mesma forma.

Apesar disso, existem literalmente dezenas de sites que apresentam as definições de estilo de aprendizagem e o que as difere. Não é possível utilizar todos os estilos em um mesmo curso. Em vez disso, que tal fornecer conteúdo de forma personalizada aos estudantes para ajudá-los, individualmente, em seus próprios estilos de aprendizagem?

Veja como é possível, no e-learning, personalizar os materiais para que o estudante consiga absorver todo o seu conteúdo.

>> O LMS e o sucesso do curso a distância

1 – Fornecer conteúdo em diferentes formatos

Muitos professores utilizam o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) como um repositório de plano de estudo, notas, tarefas e exames. No entanto, o e-learning possibilita mais do que apenas publicar resumos e avaliações, especialmente com estudantes de diferentes locais, disciplinas e, mais importante, estilos de aprendizagem. Por isso, é importante incorporar técnicas diferentes e oferecer conteúdos em formatos variados nos cursos online.

Em cadeiras mais práticas, por exemplo, é possível incluir as anotações sobre as aulas e, simultaneamente, uma lista de vídeos relacionados ao conteúdo do capítulo que está sendo apresentado. Detalhar o conteúdo com exemplos relacionados aos temas serve como complementação ao material abordado. Dessa forma, os alunos podem aprender lendo, vendo, ouvindo, revisão ou praticando em seus próprios projetos seguindo os modelos.

2 – Fornecer feedback detalhado e pessoal

Produzir comentários individuais sobre cada projeto e dar feedbacks adaptados para cada aluno valoriza seu esforço e colabora para seu aperfeiçoamento. Exalte os pontos fortes e indique onde erraram – somado a sugestões de modificações para garantir o sucesso futuro.

Além disso, muitas vezes um aluno entrega um trabalho incompleto ou abaixo do padrão porque acredita que era o suficiente para completar o problema. Ao fornecer um feedback detalhado e pessoal, o professor consegue colaborar com aquele que não compreendeu completamente o problema. Ele deve ser construtivo e positivo, visando apoiar a aprendizagem, ainda que seja apontando os erros.

Saiba como fazer um feedback eficiente.

3 – Dar apoio aos estudantes que não estão se encontrando

É possível, ainda, personalizar a experiência para aqueles alunos que parecem não ter se encontrado com os conteúdos e conceitos, a fim de ajudá-los. Mesmo que exija um pouco de tempo extra, colaborar para que estudantes tenham sucesso quando todo o resto não parece estar funcionando vai valer a pena.

Nos cursos presenciais, é possível chamar o aluno em seu escritório e ajudá-los durante o expediente. Com as ferramentas de colaboração e vídeo online, como o Blackboard Collaborate, pode-se ligar para os alunos em suas salas de aula online e proporcionar uma conversa olho no olho, uma sessão de trabalho colaborativo ou um encontro para tirar dúvidas. Reconhecer o esforço e ajudar enquanto eles estão lutando pode ser a motivação que faltava.

Artigo traduzido e adaptado de Brian Morgan, presidente e professor associado do Departamento de Ciência e Tecnologia Integrada da Universidade Marshall. Publicado originalmente no blog da Blackboard Internacional.

Leia também:

>> Como garantir o sucesso dos alunos nos cursos online

>> Veja como estudantes bem-sucedidos usam o Ambiente Virtual de Aprendizagem

Deixe uma resposta

O Grupo A é representante exclusivo do Blackboard no Brasil.