Blog

6 de outubro de 2015

Os seis pilares da inovação no Blackboard

Mark Strassman Estou na Blackboard pouco mais de dois anos, já que ingressei no verão de 2013. Quando eu comecei, a Blackboard já havia construído uma empresa de enorme sucesso com os melhores produtos do mundo para a K-12, ao ensino superior e instituições empresariais e governamentais. Fiquei impressionado com o quão apaixonada e comprometida a equipe era com os nosso clientes e como buscavam melhorar a forma como a educação é entregue. Ao mesmo tempo, nossos produtos tinham sido projetados, desenvolvidos e vendidos separadamente. Por exemplo, a  Blackboard liderou o mercado em muitas categorias e, de fato, popularizou o Learning Management System (LMS) e continuamos a liderar o mercado com nossos produtos de LMS e Moodle, adicionando mais e mais funcionalidade para os usuários mais fervorosos e fiéis. Além disso, a Blackboard também criou um “Dilema Inovador”, onde servimos nossos clientes X com foco nas necessidades emergentes do usuários: a crescente demanda de alunos que usam nossos produtos todos os dias. Parte de nossa jornada nos últimos dois anos tem sido a de continuar a apoiar o administrador de TI e o usuário, enquanto reorientamos a empresa para servir um adicional e, possivelmente, o público mais importante, o estudante. Desde 2013, transformamos a Blackboard e nossos produtos para impulsionar a inovação que atende às novas necessidades. Esta transformação tem se concentrado em seis pilares fundamentais: 1) Concentre-se no aluno Alunos de hoje estão imersos em tecnologia. Eles cresceram com ela e têm um conjunto diferente de expectativas e necessidades. Querem, cada vez mais, opções flexíveis e que o investimento em sua experiência educacional seja positivo. Querem e precisam de uma experiência integrada, holística e sempre online. Com quase 100 milhões de alunos que utilizam nosso software, a Blackboard precisava dar um passo atrás e olhar para a forma de trazer a nossa tecnologia em conjunto com a experiência educacional para esses usuários. Ao mudar drasticamente o nosso foco para as necessidades dos alunos estamos criando experiências de consumo que os alunos querem nas plataformas e dispositivos onde eles “vivem”. 2) Comprometer-se a apoiar o novo aluno em toda a sua jornada A aprendizagem não está vinculada a um limite de idade, status socioeconômico ou aos limites de uma instituição. Assim, a tecnologia e o conteúdo que oferecem aprendizagem “a qualquer hora, em qualquer lugar”, o ensino deve estar sempre disponível para o aluno. A Blackboard tem fornecido soluções em K-12, Ensino Superior e em ambientes de aprendizagem corporativo e no governo por um longo tempo. Agora estamos nos concentrando em unir essas experiências, permitindo e possibilitando a participação em todos os segmentos e entre as instituições, convidando o aluno participar, envolvendo e melhorando sua experiência de aprendizagem. Ao mesmo tempo, estamos permitindo que os alunos tragam suas identidades, perfis, competências, experiências e conteúdo ao longo de sua jornada de aprendizagem ao longo da vida. 3) Construir experiências para os usuário que respondam às necessidades emocionais dos alunos Juntamente com a ênfase no aluno, estamos usando práticas centradas em design thinking e mudar a nossa cultura para se concentrar nas experiências dos alunos. Estamos indo ao encontro do que usam em tecnologia, educação e, mais importante, suas necessidades emocionais, criando soluções que sejam fáceis, intuitivas e divertidas. Líder de design da Blackboard, Jon Kolko, defendeu os benefícios do design thinking para reimaginar a educação. Agora estamos “abraçando” isso como um diferencial e uma maneira de mudar a nossa cultura de tal forma para atender os alunos e construir soluções para atender às suas necessidades. 4) Criar fluxos de trabalho, não produtos A Blackboard construiu e adquiriu o melhor portfólio de produtos em educação tecnológica. Até pouco tempo, todos eles foram projetados e construídos separadamente – apesar do fato de que a maioria dos nossos clientes utilizam e possuem mais de um de nossos produtos. Nós achamos que facilitaria integrar todos eles para criar um fluxo de trabalho contínuo. Então, nós nos propusemos a fazer exatamente isso – o que resultou na Novo Experiência de Aprendizagem (NEA). Agora, nós investimos nosso tempo resolvendo os fluxos de trabalho de educação holística e como as combinações de tecnologias de toda a Blackboard podem gerar melhores experiências para os alunos e as instituições que o utilizam. 5) “Forneça” um ambiente acessível, atualizado e online Fato pouco conhecido: a maioria dos produtos da Blackboard tem sua base na nuvem. Oferecemos uma gama de opções e mais flexibilidade para aqueles que utilizam nossas soluções Blackboard. Por quê? Porque um tamanho “limitado” não serve para todos no sistema educacional complexo de hoje e queremos garantir que cada cliente tenha a qualidade, confiabilidade e, continuamente, a entrega de inovação para os alunos que utilizam as nossas ferramentas. 6) Integrando dados e análises Com dezenas de milhões de usuários utilizando dezenas de produtos, a Blackboard utiliza uma base de dados para ajudar os alunos a melhorarem seus resultados. Temos, tradicionalmente, focado em análises em nossos sistemas – o Bb Analytics, por exemplo, é a solução líder hoje para ajudar as instituições a analisarem e compartilharem informações. Acreditamos que há muito mais a realizar quando nos integramos e olhamos através dos dados de todos estes sistemas e domínios juntos. Durante o ano passado, enviamos novos produtos e soluções que proporcionam a implantação destes seis pilares fundamentais. Isso me deixa muito orgulhoso. Estamos verdadeiramente cumprindo o que estamos chamando de Nova Experiência de Aprendizagem, construindo sobre estes pilares para promover uma maior colaboração, interação e aprendizagem de qualidade. Acreditamos que através da entrega de tecnologia, serviços e recursos de dados de ponta, nós podemos ajudar a fazer a diferença na satisfação das necessidades dos alunos e dirigir seu sucesso.